Tarólogo Marcelo
Home | Biografia | Notícias | Rádio | Localização | Contato   
 

TARÔ


 
 

O tarô é um conjunto de cartas que ´´apareceu´´ em meados do século 14, na Europa entre os anos de 1400-1600 (período renascentista),porém a sua verdadeira origem ou até mesmo quem o concebeu,até os dias de hoje NÃO se têm notícia,portanto engana e engana-se, aquele que diz saber a verdadeira origem ou até mesmo quem foi o responsável pela sua invenção,criação,pelo menos até os dias de hoje,porém meu intuito neste artigo é relatar alguns fatos curiosos e interessantes (entre tantos) relacionados ao tarô, o primeiro se fez com um dos tarôs mais antigos, pertencente a família VISCONTI-SFORZA (criadores do panetone visconti e duques de Milão) por volta do ano de 1441 o pintor Bonifácio Bembo se encarregou de criar um ´´tarocchi´´ou ´´ludus cartarum´´ (formas de denominações do tarô) eram 22 cartas ´´triomffi´´(trunfos)e mais 4 séries de 14 cartas,totalizando 78 arcanos (tarot Visconti Sforza)as mesmas foram criadas como um presente para a comemoração do casamento entre Felipo e Maria tais famílias também pediram que Bembo pintasse em seus respectivos castelos, afrescos inspirados nas cartas,que datam de 1450,estes afrescos são as primeiras pinturas artísticas a retratarem um tarô,(somente expressão simbólica,pois as mesmas não continham quantitativo,nome nem numeração).

Porém entre os anos de 1500 e 1650 algumas cartas começaram a ter nomes(tarô de Catlin Geofroy),em outras números(tarô de Jacques Vieville) na época os tarôs não tinham uma formação exata,nem obedeciam a um padrão, portanto existiam tarôs contendo 97 cartas outros continham apenas 37,somente por volta de 1690 é que os tarôs em toda a Europa,começaram a ter uma formação definitiva contendo 78 cartas. Um tarô importante e revolucionário para época que obedece o quantitativo de 78 cartas é o tarô de Marselha,que também foi o primeiro tarô colorido,considerado nos dias de hoje como um tarô clássico,e que teve sua edição em 1930 em Paris.Outro fato curioso e interessante é que o tarô egípcio foi criado em Buenos Aires(editora Kier 1970) e não no Egito como muitos pensam...

Outros importantes tarôs que não só destaco,como também utilizo em minhas consultas e cursos são: tarô Rider Waite primeiro tarô a ter os 56 arcanos menores ilustrando situações da vida cotidiana,não se restringindo somente a números e naipes,pois os arcanos retratam cenas da vida cotidiana, criado em 1910 pelo grande ocultista Arthur Edward Waite,e pela artista Pamela Colman Smith,tarô de Thoth criado pelo ocultista Aleister Crowley e também o tarô Mitológico por Juliet Sharman-Burke e Liz Greene este último um tarô étnico ou transcultural.

Porém é fundamental ressaltar que absolutamente todos estes tarôs possuem em sua formação 78 arcanos que são divididos em 2 grupos: 22 arcanos maiores e 56 arcanos menores os quais(56) também se subdividem em 4 grupos aonde temos os 4 elementos ex:

 

PAUS=fogo,espiritual COPAS=água,sentimental ESPADAS=ar,mental OUROS=terra,material

Os arcanos menores se formam em 4 grupos de 14 arcanos cada tendo seus Áses,Reis,Rainhas,Cavaleiros e Pajens.

Na minha opinião e na de muitos outros colegas,esta é a formação ideal e mais recomendada para um conjunto de cartas se denominar Tarô.(eu particularmente não faço uso de outro que não obedeça a esta formação).

Daí em diante podemos começar a aprender, entender e fazer uso de uma forma mais correta de utilização do tarô e a partir daí é que começa a nossa viagem ao autoconhecimento é ai que aprendemos que o tarô pura e simplesmente não pode ser visto unicamente como ferramenta para um processo adivinhatório mas ´´divinatório´´,outro fato interessante em relação ao tarô,foi ter despertado a curiosidade do psicólogo Suíço, Carl Gustav Jung que fazia uso dos arcanos em seus estudos de psicanálise, acabando o mesmo tornando-se mais um aficcionado pelo tarô,e responsável pela célebre frase´´o tarô é o espelho da alma´´e já que citei aficcionados não posso me esquecer do grande poeta português Fernando Pessoa que sempre recorria a consultas ao tarô com o renomado ocultista inglês e criador do tarô de thoth,Aleister Crowley,o mesmo Crowley fazia visitas a cidade de Lisboa a fim de encontrar-se e ler o tarô para o amigo Pessoa. Estas são algumas das inúmeras histórias que fazem deste oráculo maravilhoso ser o que é,uma fonte inesgotável de sabedoria e conhecimento,apesar de ainda não sabermos a sua verdadeira origem,pois além de ter influenciado os membros das cortes européias também contagiou a magos,ocultistas e poetas, e com certeza também poderá contagiar,esclarecer e orientar você querido(a) ouvinte da Radio Mundial.

 

 

 Copyright © Tarólogo Marcelo 2009 Todos os direitos reservados.  Design by F & A Computer